MEV e atividade física: Como tirar a meta do papel?

0
1138

Continuando nossa sequência sobre os pilares da medicina do estilo de vida (MEV), hoje vamos falar sobre a prática de atividade física.

Como fazer essa antiga meta, sair do papel! 

Encontrar uma folga na agenda, um tempo disponível para se exercitar e conciliar com uma atividade física com a rotina diária, parece ser um grande desafio para a maioria das pessoas. 

Embora seja realmente complicado fazer essa conciliação, com um pouco de planejamento e organização, podemos começar a implementar mais este pilar. 

Inicialmente é importante compreender que o exercício deve integrar o estilo de vida: ou seja, deve ser um a prática prazerosa e que te deixe feliz, não dever se encarado como uma obrigação desagradável, então procure uma prática que você goste e que te faça bem.

Outra questão a ser observada é que independente da atividade que você escolha, ela precisa ser adequada às suas condições físicas.

A prescrição do exercício deve considerar doenças e condições físicas, incluindo problemas cardíacos, diabetes, obesidade, artrite, osteoporose e outras doenças que possam interferir nestas práticas.

Após a escolha da atividade junto com um profissional habilitado, deve-se averiguar qual o melhor local e horário para realizá-la.

Escolher um local de fácil acesso é imprescindível para que a meta seja sustentável, assim atrasos, trânsito e outros compromissos deixarão de ser um fator impeditivo para uma assiduidade e assim para o sucesso da meta.

O importante manter a regularidade, não se cobre tanto, inicie aos poucos dia a dia, respeite o tempo para adaptarão e vá aumentando o tempo gradativamente. 

Em pouco tempo, você sentirá falta quando não fizer! 

Faça esta experiência e conta pra gente! 

 

 

Referências bibliográficas: 

Frates, B. P. Lifestyle Medicine Course Syllabus. American College Lifestyle Medicine. 2017

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, digite seu nome